domingo, 29 de março de 2009

JOHREI

JOHREI – A LUZ DO SÉCULO XXI – UMA AÇÃO DE AMOR E PAZ


Sabemos que estamos passando pela transição planetária para passarmos de terceira para a quinta dimensão. Isto quer dizer que precisamos cada vez mais de luz em nossos corpos. Precisamos evoluir espiritualmente, eliminar todas as negatividades que possuímos em nosso ser. Para isso utilizamos muitos métodos, religiões, auto-ajuda, enfim, ferramentas para eliminar as negatividades e memórias em nossos DNAs.
Um método muito eficiente o qual trabalho há alguns anos é o JOHREI.


JOHREI é um método onde utilizamos as mãos para trazer a ENERGIA UNIVERSAL E DIVINA.
Observou-se, através de análises científicas, que as pessoas que recebiam e ministravam Johrei havia um aumento de betaendorfinas, as quais exercem importantíssima função no sistema de defesa do corpo humano. Elas destroem virús e bactérias, conseguem identificar células invasoras ou doentes e comandam anticorpos em busca da sua destruição.
Ocorre também o aumento da circulação sanguínea.
Dr. Andrew Weil, médico, diretor do Programa de Medicina Integrada e da Divisão de Perspectivas Sociais da Medicina, na Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona, é também ministrante de Johrei e vem acompanhando pacientes para análise da sua atuação em casos de restabelecimento da saúde.
Em um dos casos de cura ele cita o de Eric Roth – Tucson, Arizona (EUA).
Foi descoberto um tumor maligno no cérebro de Eric, e logo em seguida, ele perdeu a maioria das funções básicas de linguagem. E como resultado do recebimento continuo de JOHREI, o tumor diminuiu e ele foi, gradativamente, recuperando as funções perdidas. O JOHREI foi o único tratamento que Eric recebeu. O Dr. Andrew comenta que este foi um dos casos mais interessantes documentados sobre a atuação do JOHREI.
Dr. Antonio Roberto Pereira Casarões – médico e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia diz : “ Acredito que o JOHREI tem, como principal característica, o poder de transformação dos sentimentos, desencadeando um processo de harmonização que certamente irá ter grandes efeitos positivos, seja nos quadros de doença ou conflitos pessoais. Sabemos hoje da necessidade, para uma atuação médica efetiva, de considerarmos cada paciente como um todo, em que não basta vermos apenas a doença, mas as pessoas doentes como pessoas que são”.
(Fonte – Revista JOHREI CENTER – Igreja Messianica Mundial do Brasil)

Você pode receber JOHREI independente de religião e crença.
Neste site http://www.messianica.org.br/ você poderá procurar um JOHREI CENTER mais perto de sua casa e experimentar pessoalmente os efeitos do JOHREI.


1 - DOCUMENTÁRIO - JOHREI - para assistir esse documentário é só acessar o link:
http://www.youtube.com/watch?gl=BR&hl=pt&v=wreBLGVe3YM&feature=related

2 - Neste vídeo você conhecerá mais um pouco sobre o JOHREI.

video

3 - O PRINCÍPIO DO JOHREI - é só clicar no link abaixo -

http://www.youtube.com/watch?v=sesUoxP-U00&feature=related

FELIZ JORNADA!

Um comentário:

  1. Fico muito admirado com o que o Dr. Antonio Roberto Pereira Casaroes, prega. Tendo em vista, que o mesmo é medico perito da justiça federal, acho que o mesmo não tem que ser condescendente de forma alguma. Porem, o mesmo tem que rever seus conceitos como Medico e principalmente como ser humano ! O referido medico tem um comentário na revista viver que disse o seguinte : "até na literatura a velhice é considerada o sombrio inverno da existência. Cabe a nos reescrever o que é envelhecer. Estabelecer um modelo menos cruel. " Faço tal comentário, tendo em vista, que foi negado um beneficio de auxilio doença pela justiça federal, baseado em um laudo do Dr. Antonio, a um senhor de 64 anos, depois que o mesmo sofreu um AVC em 2011 e que deixou pequenas sequelas no segurado. AVC este, que até hoje o seg. tem que fazer 03 vezes na semana seçoes de fisioterapia para minimizar as sequelas existentes.Esclareço, que primeiro tal beneficio foi negado pelo INSS, tendo seg. a unica alternativa que recorrer a justiça federal, e este mesmo seg. já é contribuinte do INSS a mais de 24 anos. Terminando o meu comentário, falar em transformação de sentimentos, harmonização para uma atuação medica efetiva, de considerarmos cada paciente como um todo, em que não basta vermos apenas a doença, mas as pessoas doentes como pessoas que são. É muito comodo, pregar aquilo que não praticamos, é muito comodo usarmos de hipocrisias e fazer tudo ao contrario que pregamos. Fica aqui o registro de minha indignação, não sei se vai valer alguma coisa, porém, como estamos em um pais democratico e acreditando em tal possibilidade, não poderia me furtar desta manifestação !

    ResponderExcluir